Kampeki Marketing Digital
simplicity, innovation and perfection!

Você está em > Home >

Relatório de URLs indexadas zerado no GWT

google-webmaster-tools-kampeki

Diversos webmaster pelo mundo relataram nos últimos dias que o relatório de URLs indexadas no Google Webmaster Tools (GWT) está mostrando que o número de páginas indexadas é zero, para a maioria dos sites que submeteram seus sitemaps para o GWT.

A equipe do Google Webmaster divulgou uma nota sobre o problema conhecido com um bug no mecanismo de comunicação dentro do Google Webmaster Tools.

A nota diz: “A contagem de URLs indexadas a partir do sitemaps que submetidos ao Webmaster Tools pode mostrar zero URLs indexadas em alguns sites. Estamos cientes desse problema e estamos trabalhando nisso, você não precisa tomar nenhuma providência. Isto não terá nenhum efeito sobre o desempenho do seu site nos resultados de busca.”

Ou seja, se você entrou no GWT e viu o relatório de URLs indexadas marcando zero, não se preocupe e nem tente corrigir, em breve tudo voltará ao normal.

Gostaria penas de registrar que esse tipo de problema deveria ser relatado de forma mais abrangente pelo Google Webmaster Team, pois muitas pessoas ficaram preocupadas e sem saber o que fazer quando viram o relatório mostrando zero URLs indexadas.

Veja aqui a nota oficial.

Up Date: Segundo o Google, o problema já foi resolvido.

Por: Paulinho Uda

Tradutor e dicionário rápido do Google

Quer conhecer uma forma rápida de traduzir textos na busca do Google, sem ter que acessar o Google Tradutor?

Vamos supor que você queira traduzir de inglês para espanhol o termo “good luck”, digite no barra de busca en:es good luck. É mais rápido do que digitar translate good luck in spanish e muito mais rápido do que acessar a página do Google Tradutor e só depois então digitar o termo para tradução.

google-tradutor-kampeki1

Você também pode usar esse mesmo recurso para consultar o dicionário. Basta manter a mesma língua na construção do termo de busca. Por exemplo, en:en lucky mostra a definição e a pronuncia da palavra “lucky”.

google-dicionario-kampeki

Os testes que realizamos mostraram que esses recursos, ainda não estão disponíveis para todos os códigos de idiomas ISO-639, inclusive para o português. Não é surpresa nenhuma, já estamos acostumados com a demora no suporte em nossa língua. =(

Esperamos que em breve seja disponibilizado suporte para a maioria dos idiomas, pois é um recurso muito útil para os usuários que, com a facilidade de acesso, já ficaram acostumados a consultar dicionários e tradutores online constantemente.

Por: Paulinho Uda
com informações do Google OS

[] Abril 12th, 2010 | 3 Comments | Posted in Dicas Google, O Blog Oficial do Marketing Digital |

Relatório comScore: Mercado mundial de buscas cresceu 46% em 2009

O Google foi responsável por dois terços dos 131 bilhões de buscas realizadas em dezembro, enquanto que o lançamento do Bing ajudou a Microsoft a aumentar sua participação no mercado durante 2009. O volume de buscas realizadas no Brasil cresceu 53%, ficando com o 3º melhor desempenho entre os paises pesquisados.

A comScore publicou hoje (22) um estudo sobre o crescimento no mercado global de pesquisa em 2009. O estudo revelou que os Estados Unidos continuam a ser o maior mercado mundial de pesquisa, enquanto o Google mantém a liderança no mercado de buscas no mundo.

O vice-presidente executivo da comScore, Jack Flanagan, afirmou que o mercado de buscas continua crescendo num ritmo forte e que os mercados emergentes, estão contribuindo para o grande crescimento mundial.

Os principais mercados mundiais de buscas

O mercado de pesquisas mundial impulsionou mais de 131 bilhões de buscas realizadas por usuários com 15 anos ou mais, em casa e locais de trabalho, em dezembro de 2009, representando um aumento de 46% em relação ao mesmo período de 2008.

Esse número representa mais de 4 bilhões de buscas por dia, 175 milhões de buscas por hora ou 29 milhões de buscas por minuto.

Os Estados Unidos são o maior mercado de buscas na internet com 22,7 bilhões de buscas, ou aproximadamente 17% das pesquisas realizadas em todo o mundo. A China ficou em segundo lugar, com 13,3 bilhões de buscas, seguida pelo Japão com 9,2 bilhões e o Reino Unido com 6,2 bilhões de buscas.

Entre os dez principais mercados globais de buscas, a Rússia registrou o maior crescimento, 92%, com 3,3 bilhões de buscas, seguida pela França 61%, com 5,4 bilhões de buscas e o Brasil aparece em terceiro com 3,8 bilhões de buscas, aumento de 53% no volume de buscas.

principais-mercados-mundiais-de-buscas-kampeki

Os principais mecanismos de pesquisas mundiais

O Google teve um aumento de 58% no volume de consultas de pesquisa em relação a 2008. O Yahoo! Ficou em segundo lugar com 9,4 bilhões de buscas, crescimento de 13%. Seguido pelo chinês Baidu, com 8,5 bilhões de buscas, aumento de 7%.

Entre os cinco primeiros a Microsoft foi a que apresentou os melhores indicadores, com 4,1 bilhões de buscas, crescimento de 70%, graças ao Bing, seu novo motor de busca.

O motor de buscas Russo Yandex também alcançou ganhos consideráveis, crescendo 91% com 1,9 bilhões de buscas.

os-principais-mecanismos-de-pesquisa-mundiais-kampeki

*Fonte: comScore

Por: Paulinho Uda

Assuntos relacionados: Otimização de sites (SEO), Search Engine Marketing (SEM)

[] Janeiro 22nd, 2010 | 2 Comments | Posted in O Blog Oficial do Marketing Digital, SEO |

Google Insights for Search em português

A ferramenta do Google que só estava disponível em inglês agora está disponível em mais 39 línguas, inclusive em português. Acesse aqui o Google Insights para Pesquisa.

O Google Insights é uma excelente ferramenta para analisar tendências de pesquisas e tornou-se indispensável para análisar palavras-chaves durante o processo de otimização de sites e de campanhas de links patrocinados, pois é possível verificar o volume de consultas de um determinado termo ou palavra-chave, as regiões geográficas mais interessadas e os termos que são relacionados a palavra-chave digitada.

O novo Google Insights para Pesquisa apresenta algumas novidades:

- Recurso que prevê tendências de pesquisas com base na extrapolação do histórico de tendências e nos padrões de pesquisa.

- Mapa com animação, que mostra o desempenho de um determinado termo de pesquisa na linha do tempo e em diferentes regiões geográficas.

Assista o vídeo e conheça as novas funcionalidades do Google Insight Para Pesquisas. Muito legal, vale a pena experimentar!

Por: Paulinho Uda

[] Agosto 20th, 2009 | No Comments | Posted in Dicas Google, O Blog Oficial do Marketing Digital |

Curso de Google Analytics a distância

A WA Consulting, consultoria especializada em Web Analytics, está lançando um inédito curso de Google Analytics no formato EAD – Educação a Distância.

Com esse curso você aprenderá a interpretar os números apresentados e acompanhar os resultados de e-commerce através do GA, conhecerá as diversas opções de implementação, configurações de metas, definição de relatórios. Aprenderá a implementar o Google Analytics em ambientes dinâmicos (Flash e Ajax) e a usar ferramentas como “Motion Charts”. Integração do Google Analytics com o Google AdWords, além de diagnosticar possíveis problemas de implementação.

Ministrado por Ruy Carneiro, um dos maiores especialistas em Web Analytics do Brasil, o curso é destinado a estudantes e profissionais da área digital, como analistas de métricas, profissionais de mídia digital, marketing digital, marketing de busca, e-commerce e demais profissionais que necessitem conhecer mais sobre a ferramenta Google Analytics e assim terem condições de analisar com mais precisão os resultados de suas estratégias digitais.

Eu fiz o curso presencial e gostei muito. Para a versão EAD o conteúdo do curso foi revisado e atualizado, tornando-se mais abrangente, possibilitando aos iniciantes a compreensão deste serviço, e aos usuários mais experientes a oportunidade de ampliar seus conhecimentos. A novidade é o novo formato deste curso, que foi elaborado para atender a demanda de profissionais de diversos estados do Brasil que nem sempre tem tempo e condições de se deslocarem para realizar o curso.

Mais informações, acesse o site: www.waconsulting.com.br/cursos/ga

Por: Paulinho Uda

[] Julho 13th, 2009 | 3 Comments | Posted in O Blog Oficial do Marketing Digital, Web Analytics |

Product Ads – Google testa novo formato de link patrocinado

Diferentemente dos anúncios de texto padrão que aparecem na lateral direita do buscador, O Product Ads vai mostrar características e informações específicas do produto anunciado, como preço e imagem.

O Google confirmou na sexta-feira (19) que está testando um formato totalmente diferente de publicidade, o Product Ads (Anúncios de Produtos). Neste novo modelo o anunciante não pagará por clique (PPC), mas por compra efetivada ou conversão. Não haverá leilão de palavras-chaves como no Google Adwords, porém os anúncios serão classificados de forma semelhante: Ad Rank = Commission × Quality Score. O índice de qualidade leva em conta a relevância do produto em relação ao termo pesquisado, a taxa de conversão do termo pesquisado, CTR, histórico, etc.

Segundo o The Wall Street Journal um porta-voz do Google declarou que o “os testes só serão visíveis para um pequeno número de usuários nos EUA” e enfatizou que a empresa está experimentando constantemente novas funcionalidades.

Com o crescimento do Bing da Microsoft, o Product Ads é mais um movimento do Google em busca de novos formatos de publicidade e de trazer uma nova experiência para os usuários para continuar crescendo no mercado de busca paga.

Ainda que o teste seja um sucesso nos EUA, não acredito que o novo formato será implementado com rapidez por aqui, pois o funcionamento do Product Ads depende da base de dados do Google Base que é uma espécie de classificados gratuito que funciona através de feeds dos produtos e esse serviço ainda não está disponível no Brasil. É esperar pra ver!

Por: Paulinho Uda

Google anuncia novas funcionalidades no sistema de buscas

O Blog Oficial do Google anunciou ontem (20) as novas funcionalidades que foram implementadas no buscador mais utilizado do mundo. Por enquanto, só está funcionando na versão em inglês do Google, mas logo vai chegar ao Brasil como sempre acontece. Conheça agora as novidades:

Sugestões na página de resultados
O Google só mostrava sugestões de busca quando o usuário digitava o termo de pesquisa na página principal do buscador. Agora, quando você fizer uma busca a partir de uma página de resultados ele vai continuar mostrando sugestões de termos de pesquisa.

2-busca-google-suggest

Personalização das sugestões
O Google estima que ¼ dos usuários repetem as mesmas pesquisas realizadas no mês anterior. Se você estiver conectado a uma conta do Google e com histórico ativado, ele vai personalizar as sugestões de termos de pesquisa com base nesse histórico, a intenção e tornar mais rápido e fácil repetir pesquisas feitas anteriormente. Você também pode gerenciar suas preferências ou simplesmente sair da conta (eu recomendo) para que o Google não personalize os resultados da busca.

Sugestão de navegação
Se você estiver buscando um termo ou site específico, o Google vai mostrar sugestões de navegação relativas ao termo e enviar diretamente para página. Veja o exemplo abaixo na busca pelo termo “New York Times”:

2-busca-busca-google-sugestao-de-navegacaogoogle-4

Links patrocinados nas sugestões de busca
Essa é a mudança mais importante de todas. A partir de agora o Google vai mostrar links patrocinados como sugestão de busca para o usuário. As implicações são relevantes, pois acredita-se que a disputa pelas primeiras posições será mais acirrada ainda. Ganha quem possuir o melhor índice de qualidade nos anúncios, e é claro, quem pagar mais. Vamos aguardar e ver como vai funcionar!

2-link-patrocinado-na-sugestao-de-busca1

Por: Paulinho Uda

Usando Google Imagens na Otimização de sites

O novo filtro do Google Imagens pode ajudar seu site a ser encontrado nos buscadores através das cores na imagem do seu produto.

Aqui no Brasil esse novo filtro do Google Imagens foi disponibilizado no Dia das Mães (10/05), mas oficialmente ele foi lançado no mês passado (08/04) segundo o Blog Oficial do Google.

Com 12 opções de cores, o usuário consegue encontrar imagens com muito mais rapidez e precisão, uma vez que dá pra fugir do resultado comum.

Ainda vale a regra na Otimização de Sites – SEO, recomenda-se descrever a imagem na TAG ALT. Eu recomendo que no endereço da imagem, o nome seja descritivo e que contenha a cor do produto também. Ex.: www.seusite.com.br/imagens/bolsa-de-couro-preto.JPG

Veja um exemplo de pesquisa por “Bolsas de couro”:

Escolhendo a bolsa no Google Imagens

Depois do filtro, o resultado apresenta apenas bolsas pretas:

2-bolsas-de-couro-na-cor-preta-resultado-da-busca

Dica importante:

Apesar dos esforços, o Google não é perfeito. Recomendamos que na hora de escolher as imagens do seu site, verifique pequenos detalhes como, as cores predominantes na imagem, a qualidade da cor da imagem do produto, opacidade, cor de fundo, etc., ou o resultado pode sair diferente do esperado como no exemplo abaixo.
2-fail-bolsas-de-couro-na-cor-preta-resultado-da-busca

Por: Paulinho Uda

[] Maio 20th, 2009 | No Comments | Posted in Dicas Google, O Blog Oficial do Marketing Digital, SEO |

Web Analytics – Use métricas para melhorar seu site

Aprenda a transformar um “bando de dados” em informação útil para seu site, antes que seu concorrente o faça.

Se você tem um site ou blog, provavelmente você gostaria de saber quem são os visitantes de suas páginas, em que link eles clicam, qual sua origem, do que eles gostam, quais seus interesses, etc, não é?

Quanto mais conhecimento você acumular sobre os visitantes do seu site ou blog, mais fácil se tornará a missão de entregar conteúdo relevante e útil para eles. Quanto mais você conhece o que funciona e o que não funciona em seu site, mais fácil será a tarefa de atrair público qualificado e conduzir o usuário a ação(call to action), seja de compra, contato, cadastro, gerar leads ou simplesmente ler um post.

Mas como coletar os dados do site e transformá-los em informação?

A solução está nas ferramentas de Web Analytics. Existe uma infinidade de ferramentas gratuitas e pagas no mercado e o próprio Google oferece uma ferramenta gratuita que não fica devendo nada para as ferramentas pagas – O Google Analytics.

Para muitos que estão lendo este post e já conhecem web analytics, esse assunto já está bem sedimentado, porém, essa não é a realidade do nosso mercado latino-tupiniquim-americano.

Alfonso Luna, diretor de marketing do Google para a América Latina, afirmou no Blog Oficial do Google que menos de 5% de todos os sites da América Latina usam alguma ferramenta de análise para melhorar seu desempenho. É importante entender que isso não significa que os outros 95% não tenham nenhuma ferramenta instalada em seus sites, o problema é a subutilização das métricas.

No começo de março a WA Consulting, empresa brasileira especializada em Web Analytics, divulgou um estudo sobre o uso de web analytics no Brasil. Em um grupo de 306 empresas listadas entre as 500 Maiores e Melhores da Revista Exame, cerca de 50% dos sites não têm qualquer tag em suas páginas e provavelmente ainda usam os arquivos de log. Nas empresas em que a migração de tag para log ocorreu, o Google Analytics é o mais utilizado (68%).
A grande maioria ainda usa as ferramentas de web analytics apenas para quantificar visitas e não para aperfeiçoar os processos em seus sites.

No dia 20 de março participei de um evento com o especialista Avinash Kaushik, o evangelista de web analytics do Google (Sim, eles têm um evangelista de analytics!). Ele veio ao Brasil falar sobre o que todos já sabem, mas pouquíssimos aplicam: Como transformar um “bando de dados” em informação útil através de web analytics.

O mercado está mudando

Usando as palavras do Alexandre Hohagen, diretor do Google para a América Latina, “vivemos em uma época em que tudo TEM que ser medido e provado” e numa época de crise e de orçamentos apertados, como agora, é essencial melhorar os processos de seu site e saber onde é o melhor lugar para investir sua verba de publicidade. As ferramentas de web analytics podem lhe dar essas informações, mas as respostas dependem da habilidade de analisar e converter esses dados em melhorias ($$$) para seu site, e nesse quesito, a grande maioria dos sites brasileiros precisa amadurecer.

Saia na frente, faça parte do “grupo dos 5%”, não importa se você tem um blog ou super site de e-commerce. As métricas podem ajudá-lo a reduzir custos, criar diferenciais competitivos sobre a concorrência, segmentar seu público-alvo e até ajudá-lo a entender melhor seu próprio negócio.

“Não é a mais forte das espécies que sobrevivem, nem a mais inteligente, mas aquela que melhor se adapta às mudanças”Charles Darwin

Por: Paulinho Uda

[] Abril 3rd, 2009 | 1 Comment | Posted in O Blog Oficial do Marketing Digital, Web Analytics |

Google anuncia melhorias e aplicação de tecnologia semântica

O Google anúnciou hoje (24) através de seu blog oficial duas novidades.

A primeira é a integração de tecnologias semânticas para melhorar seu sistema de buscas, o que lhe permitirá entregar aos usuários do buscador, resultados muito mais úteis e específicos em relação ao termo usado na pesquisa.

“Por exemplo, se você pesquisar ‘princípios da física’, entendemos que os algoritmos ‘momento angular’, ‘relatividade especial’, ‘big bang’ e ‘mecânica quântica’ são termos relacionados que poderiam ajudá-lo a encontrar o que você necessita”, afirma Ori Allon, técnico responsável pelo Search Quality Team no blog oficial do Google.

Ele declara ainda, “somos agora capazes de direcionar mais consultas, mais línguas, e tornar as nossas sugestões mais relevantes para o que você realmente precisa saber. Além disso, agora estamos oferecendo aperfeiçoamentos para consultas mais longas (muitas palavras) algo que geralmente é uma tarefa muito difícil”. Essa é a segunda novidade.

Agora, quando o usuário digitar uma pesquisa mais longa, com mais de três palavras e o texto descritivo, que atualmente tem duas linhas, não for suficiente para contextualizar a informação. Nessas situações o número de linhas será aumentado para mostrar mais informações e mais palavras-chaves dentro do texto descritivo.

Para ver exemplos de aplicações das melhorias anunciadas hoje, visite o Blog Oficial do Google (em inglês).

Por:  Paulinho Uda

[] Março 24th, 2009 | 1 Comment | Posted in O Blog Oficial do Marketing Digital, Search Marketing, SEO |
  • Page 1 of 2
  • 1
  • 2
  • >

             Wallpaper                |                  Twitter